Kromus Design
Olá!
Seja bem vindo ao Kromus. Nosso fórum é focado em design gráfico e web, porém, compartilhamos de todo tipo de arte, sem limites entre a arte tradicional e a digital. Esperamos que goste do fórum e faça parte de nossa família! :)
Kromus Design

Um lar para os designers!


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

A era da tecnologia: geração de idiotas

Por favor, faça o login para responder

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

#1Steeph 

em Seg Jan 05, 2015 9:20 am

avatar

Administradora
Administradora
Um texto que achei interessante sobre um tema muito debatido e tratado com certa irrelevância da parte de muitas pessoas.

A ERA DA TECNOLOGIA: GERAÇÃO DE IDIOTAS

publicado em tecnologia por Gisele Gonçalves
© obvious: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Follow us: obviousmagazine on Facebook

A era da tecnologia e da comunicação tem uma relação interessante em nossas relações sociais. E apesar de inúmeras tecnologias e meios de comunicação disponíveis, não conseguimos estabelecer relações comunicativas mais profundas.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Uma das questões que mais incomoda na atualidade quando o assunto é tecnologia, é o paradoxo entre as possibilidades de comunicação e as pessoas reais cada vez mais distantes. Se observarmos espaços públicos com pessoas indo e vindo, percebemos cada uma delas buscando um certo isolamento. É comum vermos, hoje em dia, o público desconectando do real para conectar-se ao particular, ao que interessa individualmente, por meio de fones de ouvidos, smartfones, tablets, entre outros. Qual o sentido existencial disso tudo? Quais são as consequências do uso frenético das novas tecnologias?
É verdade que os recursos tecnológicos trouxeram muitos benefícios. Atualmente, somos capazes de mobilizar causas políticas de grande importância social através das redes sociais. Somos notificados a todo instante acerca de ações, desastres de qualquer lugar do mundo, além de trocas de informações instantâneas e interatividade. Contudo, esse fato pode trazer estranheza para muita gente. Parece absurdo para algumas pessoas, que ao contrário de se encontrarem em lugares para conversar, rir e ter momentos divertidos, preferem trocar mensagens em redes sociais, postar fotos e muitas vezes deixam de aproveitar o momento para se isolarem em seus próprios mundos. A tecnologia foi se incorporando até mesmo de nossa cultura. Esse fenômeno está presente dentro das nossas próprias casas, entre nossa família. Percebemos que até mesmo os modelos das casas mudaram, o quarto que foi sempre a parte mais íntima da casa e nosso refúgio, hoje, a maioria tem seu computador localizado exatamente neste ambiente, assim como televisões, telefones, video-game, etc. Além disso estão geralmente em portas fechadas, isolados dos demais habitantes da casa. A sala que servia para momentos de lazer da família hoje é dispensada, e são poucos aqueles que ainda mantém a tradição de fazer as refeições juntos.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Outro fator é a dependência das redes sociais e instrumentos tecnológicos, que muitas vezes podem causar ansiedade e problemas emocionais graves. Muitas pessoas sofrem por estar longe de aparelhos ligados à internet. Se observarmos bem, estamos condicionados a prestar atenção às notificações dos nossos smartfones. De certa forma somos como os cães de Pavlov: vemos as pessoas pegarem seus celulares e depois de alguns minutos fazemos a mesma coisa, mesmo que nada tenha ocorrido. Somos impulsionados pela ansiedade de nos certificarmos que não estamos perdendo nada. Também podemos pensar que o aumento da comunicação facilitada pelas redes sociais faria todos nós mais felizes. Geralmente, o oposto é que parece ser verdade, visto que, as pessoas tendem a postar apenas as boas notícias sobre elas mesmas nas redes sociais: viagens, passeios, férias, fotos de festas, etc. E com isso vem à tona a falsa crença de que todos estão vivendo vidas muito mais felizes e bem-sucedidas que a nossa.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Em vez de olharmos nos olhos das pessoas durante uma conversa, demostrando interesse por aquilo que é dito, preferimos estar concentrados nos celulares, alheiros ao mundo que nos rodeia. Os instrumentos tecnológicos, hoje, tornou-se uma espécie de fetiche, um objeto extremamente importante, especial o qual não conseguimos viver sem. Podemos refletir na questão existencial disso tudo, somos dependentes da tecnologia a ponto de não conseguir conceber uma vida feliz sem celulares ou internet? As relações humanas se tornaram banais? Selfies são tiradas a todo instante e expor fotos se tornou mais importante do que vivenciar o momento de fato. A quantidade de informações sem nenhuma relevância são postadas diariamente, sem que haja qualquer reflexão sobre aquilo que foi postado. A exposição exacerbada, a velocidade das informações trocadas e ao mesmo tempo a falta de compreensão dos problemas humanos em questão. Atualmente, parece que só o que é fácil e que exige menos esforço é digno de ser vivido. Perdemos a total noção da necessidade do uso desses objetos e não sabemos mais quem é o instrumento.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Einstein afirmou que "o dia em que a tecnologia ultrapassar a interatividade humana o mundo terá uma geração de idiotas". Apesar de nossa busca constante por tudo que é fácil, confortável, rápido e cômodo, nos deparamos com uma geração de idiotas, uma sociedade alienante com um desejo de experimentar somente sensações excitantes. Curioso que a era tecnológica está sempre oferecendo produtos de última geração para aumentar a qualidade de vida das pessoas, prometendo-lhes a felicidade. Contudo, as pessoas estão cada vez mais produzindo uma neurose caracterizada pela insatisfação, carência afetiva, pela falta de conhecimento interno e de um sentido para a vida. Desse modo somos levados a colocar o significado de nossas vidas nos objetos tecnológicos. Nossa realidade tecnológica parece nos alienar e nos tomar estranhos a nós mesmos.


© obvious: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Follow us: obviousmagazine on Facebook

http://be.net/ideasfromsteeph http://cargocollective.com/ideasfromsteeph
#2Wolfed 

em Seg Jan 05, 2015 10:21 am

avatar

Veterano
Veterano
Eu concordo com exatamente tudo o que foi dito aí.
A tecnologia facilitou muito às coisas, deixando assim as pessoas mais cômodas. Porém, isso leva as pessoas a serem dependentes da tecnologia em geral, vivendo menos a vida social. Já estamos em uma geração de idiotas.

#3Steeph 

em Seg Jan 05, 2015 10:44 am

avatar

Administradora
Administradora



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Eu concordo com exatamente tudo o que foi dito aí.
A tecnologia facilitou muito às coisas, deixando assim as pessoas mais cômodas. Porém, isso leva as pessoas a serem dependentes da tecnologia em geral, vivendo menos a vida social. Já estamos em uma geração de idiotas.
Cara, de um modo geral, eu concordo também. Mas não sou contra tudo isso, só acho que as pessoas, como sempre, são o problema das coisas. Pessoas tem vícios e esses vícios, muitas das vezes, não afetam somente à elas. Como diz meu pai "tudo em excesso é um problema". Realmente, se formos olhar pelo ponto de vista da ideia, as redes sociais são geniais, mas a partir do momento em que ela começa a assumir também outros papéis além do de ser apenas uma maneira de manter contato com pessoas distantes, ela passa de solução para problema.


Se observarmos bem, estamos condicionados a prestar atenção às notificações dos nossos smartfones. De certa forma somos como os cães de Pavlov: vemos as pessoas pegarem seus celulares e depois de alguns minutos fazemos a mesma coisa, mesmo que nada tenha ocorrido. Somos impulsionados pela ansiedade de nos certificarmos que não estamos perdendo nada.

Acho essa parte uma das mais importantes. Nada aconteceu, "não há motivos", mas como todos estão, nós também estamos.

Atualmente, parece que só o que é fácil e que exige menos esforço é digno de ser vivido. Perdemos a total noção da necessidade do uso desses objetos e não sabemos mais quem é o instrumento.
E essa a mais importante. As pessoas ultimamente têm sido "controladas" pela tecnologia e não controladoras da tecnologia. E esse controle se diz a movimentação. As pessoas não se movimentam se não for através ou com o uso da tecnologia. Se não tiver cafeteira ninguém faz café, mas é possível fazer café sem cafeteira.

http://be.net/ideasfromsteeph http://cargocollective.com/ideasfromsteeph
#4Cemf 

em Seg Jan 05, 2015 10:46 am

avatar

Reviewer
Reviewer
^ Ééé... A pessoas realmente se fecharam mais com o avanço da tecnologia, às vezes fico com medo de pensar em como ajudarei meus filhos a desenvolverem uma boa infância, se até lá o ambiente for muito tecnológico a ponto de tornar os costumes antigos obsoletos...
Gostaria mesmo que as conexões pessoais fossem mais valorizadas... (se bem que eu mesmo não desgrudo desse pc HAUEHUAE)

Acho que o avanço tecnológico é algo a ser encorajado, facilita mesmo a vida de vários, só não podemos deixar que a tecnologia nos mova, ao invés do contrário.

http://seutobaemeu@myegg.com
#5Steeph 

em Seg Jan 05, 2015 10:51 am

avatar

Administradora
Administradora
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:^ Ééé... A pessoas realmente se fecharam mais com o avanço da tecnologia, às vezes fico com medo de pensar em como ajudarei meus filhos a desenvolverem uma boa infância, se até lá o ambiente for muito tecnológico a ponto de tornar os costumes antigos obsoletos...
Gostaria mesmo que as conexões pessoais fossem mais valorizadas... (se bem que eu mesmo não desgrudo desse pc HAUEHUAE)
É, o futuro é uma icógnita ahueahuhuea ás vezes imagino que tudo isso possa mudar um pouco... Não digo que seja uma tendência e que tenha um fim, mas sim que tudo possa ficar sem graça um dia, virar uma mesmisse, porém, como é baseado em atualizações, sempre tem uma novidade...

ehueauheauae com relação ao pc eu acho que a questão é outra... Bom, eu gosto muito de computador, por que eu tenho uma certa paixão por arte e a arte digital não é tão diferente da arte tradicional. Eu admiro mais a arte digital que a tradicional, então eu passo horas e horas no pc mesmo eahuehuea Depois que comprei a Wacom eu vi como é tão semelhante, só muda de tela física pra tela digital eahaoehieoea E eu acho que uma pessoa gostar de jogos é um hobby tão comum quanto tocar guitarra com uma banda, mas ambos viram problema a partir do momento que se tornam vício.



http://be.net/ideasfromsteeph http://cargocollective.com/ideasfromsteeph
#6hitkill95 

em Ter Jan 06, 2015 1:40 pm

avatar

Novato
Novato
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
GERAÇÃO DE IDIOTAS

eu discordo disso. a expressão da a entender que só essa geração é idiota. acho que se vc for analisar, toda geração tem grandes motivos para ser chamada de geração de idiotas. parece ser uma tendência da humanidade ter a maior parte de sua população mantendo valores idiotas, como supervalorizar as redes sociais.

#7Steeph 

em Ter Jan 06, 2015 1:45 pm

avatar

Administradora
Administradora
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
GERAÇÃO DE IDIOTAS

eu discordo disso. a expressão da a entender que só essa geração é idiota. acho que se vc for analisar, toda geração tem grandes motivos para ser chamada de geração de idiotas. parece ser uma tendência da humanidade ter a maior parte de sua população mantendo valores idiotas, como supervalorizar as redes sociais.
Faz sentido...
Mas o termo "geração", acredito que não seja relacionada à geração em termos de faixa de idade das pessoas, mas sim a geração que faz parte da tendência, geração rede social - seriam todos que fazem parte e que estão vivendo/presenciando isso, seja você da década de 50, 60, 90...

E, vale ressaltar que isso não é muita novidade, já tivemos Orkut, Flogão e etc... O grande "vilão" da história seria esse grande dinamismo...

http://be.net/ideasfromsteeph http://cargocollective.com/ideasfromsteeph
#8Wolfed 

em Sab Jan 10, 2015 1:02 am

avatar

Veterano
Veterano
Eu acho que as pessoas do passado já previam esse avanço tecnológico e sabiam de seus riscos. Eu mesmo converso bastante com meu futuro sogro sobre as tendências de hoje em dia. Tudo é feito através da tecnologia, existem casais que mesmo estando na mesma residência, se comunicam através do whatsapp, ou pelo facebook messenger, ou qualquer aplicativo que receba mensagens. Até o sexo virtual ta sendo mais frequente do que o social EUHEUHE
Acredito eu que todos ou quase todos daqui, não usavam tablets, computadores ou celulares em plenos 7, 8 anos de idade. Por exemplo: eu assistia muito desenho, brincava e brigava muito na rua, e graças à isso eu posso chamar aqueles momentos de "Infância".
Agora, se for parar pra ver uma criança de 7 ou 8 anos como mencionei, ela possivelmente já usou um tablet, um computador, celular, qualquer coisa que sirva de distração e que seja tecnológico. Isso prejudica muito a vida social da criança que eventualmente vai ser prejudicada nela quando ela estiver jovem no periodo da adolescência, pois ela já estará acostumada com a tecnologia que ela tanto tinha quando era criança. Sem falar que aprender ela talvez nunca irá, já que colando uma questão de caderno no google e clicando em pesquisar você já consegue sua resposta na maior tranquilidade pelo Yahoo ou outros sites.
Tenho meio que receio da geração que vamos ter mais à frente, por que se for ver nosso histórico, as gerações estão sendo piores à cada ano que se passa, e infelizmente não é erro da tecnologia, é erro nosso.

#9Morzan 

em Sab Jan 10, 2015 2:09 am

avatar

Membro Comum
Membro Comum
Eu discordo do texto do começo ao fim.

As pessoas entram no watsapp pra conversar com bots, jogam MMORPG só com NPC'S, comentam com os amigos "bots" como foi zerar determinado jogo.

As pessoas usam internet pra socializarem. Elas só estão deixando de socializar com quem não querem pra socializar com quem querem. Agora a gente escolhe com quem quer conversar e tem essas pessoas por perto TODO TEMPO.

Claro que tem as pessoas que vivem num mundo de aparências do facebook, mas essas pessoas são doentes e a culpa disso não é da "tecnologia".

#10Eskillo 

em Sab Jan 10, 2015 2:35 am

avatar

Moderador
Moderador
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Eu discordo do texto do começo ao fim.

As pessoas entram no watsapp pra conversar com bots, jogam MMORPG só com NPC'S, comentam com os amigos "bots" como foi zerar determinado jogo.

As pessoas usam internet pra socializarem. Elas só estão deixando de socializar com quem não querem pra socializar com quem querem. Agora a gente escolhe com quem quer conversar e tem essas pessoas por perto TODO TEMPO.

Claro que tem as pessoas que vivem num mundo de aparências do facebook, mas essas pessoas são doentes e a culpa disso não é da "tecnologia".

Concordo em gênero, número e grau.
Moro em uma cidade com aproximadamente 75mil habitantes. Certo dia fui no mercado com os meus avós, enquanto fazíamos as compras, volta e meia alguém me cumprimentava. Minha avó ficou espantada pelo fato de tantas pessoas me conhecerem.
Acho que a tecnologia nos possibilita selecionar muito daquilo que não seria produtivo para nós, o que em tempos atrás não era possível. Nos relacionamos com as pessoas que queremos a hora que queremos.

Acho que é isso, não consigo escrever mais porque não estou pensando direito por conta do sono. bebimuinto

http://behance.com/brunosobhie
#11Cemf 

em Sab Jan 10, 2015 12:55 pm

avatar

Reviewer
Reviewer
^
Hmm, não concordo, acho que essa suposta seletividade que a internet proporciona faz você ganhar muito menos como pessoa, você escolhendo somente o que te convém pode acabar deixando escapar informações importantes que você talvez aprenderia com aquela pessoa que você não adicionou ou não fala muito. Por incrível que pareça, dá pra aprender coisas com essas pessoas.

Não é como se só a tecnologia nos permitisse selecionar o que é produtivo, exemplo fácil disso é uma sala de aula onde se formam os famosos "grupinhos". Você simpatiza com algumas pessoas e não mantém tanto contato com aqueles que não vão acrescentar nada ou com aqueles que talvez possam te prejudicar. Isso é uma seleção. O que quero dizer é que não é exatamente necessário ficar na frente de um computador ou de um smartphone pra tomar tais decisões, fazer tais diferenciações... As pessoas já faziam coisas semelhantes antes dessa nova era tecnológica.

E agir de tal maneira também só torna você mais propenso a se viciar na tecnologia e ser dependente dela, já que agora você supostamente depende dela até pra socializar.

Acho que o legal da internet seria você socializar com pessoas LONGE de você, já que esse é um dos ponto positivo de se ter internet. Não é por causa disso que eu vou me fechar num mundo virtual e me esquecer por exemplo, de um amigo que mora na mesma cidade que eu e só falar com ele através de redes sociais. Tem um mundo aí fora sabe...

De qualquer jeito, a internet tem seus pontos positivos, o acesso à informação se tornou muito mais rápido também, só dêem uma maneirada pls xd

http://seutobaemeu@myegg.com
#12Morzan 

em Sab Jan 10, 2015 1:26 pm

avatar

Membro Comum
Membro Comum
"faz você ganhar muito menos como pessoa" ???
Talvez porque eu seja introvertido demais pra achar isso um argumento valido pra essa discussão. E é um argumento subjetivo demais, não há o que discutir em cima dele.

"ser dependente da tecnologia" Bom, eu acho que eu não viveria sem roupas, comidas industrializadas ou qualquer "tecnologia" do gênero. Duvido que alguém aqui saiba caçar ou plantar comida.
A gente é dependente das tecnologias. E isso não necessariamente é ruim.

Eu vejo a máxima dessa discussão sendo aquele negocio de que "sempre ta tudo ficando pior" ou "o passado era muito melhor".
"os novos jogos são horríveis, os antigos são bem melhores" ou "as roupas antigas eram bem melhores que as novas"
E quando você pergunta o "por que?" são sempre motivos subjetivos e que quase sempre são no minimo vagos, uma vez que determinados assuntos tratados são muito mais complexos... "os novos jogos são ruins porque tem tutoriais enormes", por exemplo.
Mesmo sabendo que são inúmeros aspectos que fariam do jogo bom ou ruim.

Assim como a discussão da internet tornar as pessoas "antissociais".
Argumentam que a gente esta ficando dependente dela ou fazendo com que a gente deixe de ter "relações sociais importantes".

Uma coisa eu afirmo: Ninguem se torna um melhor/pior ser humano porque deixou de falar com fulano ou ciclano. Ninguem morre de dependência tecnológica ou vira um pior ser humano por isso.
Isso se chama progresso, e a gente tem que se acostumar com ele e não ficar argumentando que antes as coisas eram melhores.

#13Cemf 

em Sab Jan 10, 2015 1:43 pm

avatar

Reviewer
Reviewer
Bom, é muito coerente você ser introvertido e querer socializar virtualmente então deixo passar.

E não lembro do texto falando de roupas ou de comida e sim de tecnologia digital e de comunicação.
Até onde sei esse tipo de tecnologia deveria nos ajudar, agora deixar que influencie totalmente a vida de uma pessoa ? Um pouco perigoso.

http://seutobaemeu@myegg.com
#14Wolfed 

em Sab Jan 10, 2015 1:51 pm

avatar

Veterano
Veterano
Manerem nos diálogos galera, tenham um pouco mais de calma, parecem que vocês tao conversando de uma forma mais agressiva do que sadia ._. Manerem pfvr
Sobre tudo, eu concordo com o Cemf, tem alguns argumentos que eu tou lendo que estão saindo da real ideia que o texto está propondo, dizendo de outros meios relacionado a tecnológica e até que não são relacionados à ela.

#15Morzan 

em Sab Jan 10, 2015 2:00 pm

avatar

Membro Comum
Membro Comum
UHAUAHUEAHEUHEAE
Wolfed - não foi minha intenção faltar com respeito...peço desculpas se fui brusco ou radical demais, não foi com intenção de ofender.

Bom, definição de tecnologia: "Tecnologia é um produto da ciência e da engenharia que envolve um conjunto de instrumentos, métodos e técnicas que visam a resolução de problemas. É uma aplicação prática do conhecimento científico em diversas áreas de pesquisa."
(Então estou levando em conta qualquer tipo de tecnologia é valido pra argumentação.)

Nossas roupas, comidas e meios de transporte são totalmente tecnológicos, das quais somos totalmente dependentes.
E foi só um exemplo da nossa dependência tecnológica, mesmo que não tenha nada sobre isso no texto.

"tecnologia deveria nos ajudar, agora deixar que influencie totalmente a vida de uma pessoa ?"
Como assim "influencie"? O jeito de viver dela? Jornal, calculadoras, roda são todas tecnologias das quais somos totalmente dependentes e quando cada uma surgiu, mudou nosso jeito de viver e nos influenciou de formas distintas.
PS: eu não entendi de verdade o "influencie"

#16Cemf 

em Sab Jan 10, 2015 2:11 pm

avatar

Reviewer
Reviewer
Também só tô aqui pra conversar mesmo Wolfed, peço desculpas tbm se em alguma parte dos textos eu tenha parecido agressivo, vlwflw xD

Se for pra falar de todas as tecnologias então eu paro por aqui, é bem óbvio que as outras tecnologias influenciam a nossa vida e que dependemos da maioria para ter o conforto no nosso dia-a-dia (comer algo que foi industrializado por alguma tecnologia tornou-se tão ou até mais natural do que colher o alimento com as próprias mãos)... é que tô me direcionando mesmo à essa área da informação, visto que as outras tecnologias não nos trazem tantos problemas assim, mesmo influenciando toda a nossa rotina. Já a internet me parece mais delicada, o próprio texto diz as consequências.

http://seutobaemeu@myegg.com
#17Morzan 

em Sab Jan 10, 2015 2:43 pm

avatar

Membro Comum
Membro Comum
O texto diz "consequências" sensacionalistas.

A internet traz novas formas de viver assim como o jornal trouxe, ou comida industrializada trouxe. Mas não é porque existe jornal que todo mundo parou de conversar. Aliás, não é porque o telefone existe que as pessoas só ficam em casa falando por ele.

Não é porque vemos pessoas usando os telefones no almoço que elas estão "destruindo suas vidas sociais", sendo que a internet em si é extremamente social. Olha onde a gente ta.. Num fodendo fórum. Nunca vi o Daniel(Switch) pessoalmente mas eu particularmente me sinto um super amigo dele.

E era isso que eu tava falando, a internet como qualquer outra tecnologia tem suas consequências sociais.

Aliás, existem pontos no texto que eu realmente concordo mas TODOS os pontos de "superficialidade" ou "criar uma vida 'falsa' " não são problemas que a INTERNET trouxe, e sim que sempre estiveram presentes.

Sem contar a falacia "Depois disso, por causa disso" e a falacia do "declive escorregadio", ela assume que só porque a internet veio e que as pessoas começaram a ter "vidas falsas" na internet a causa disso é a internet. Só por ser uma falacia nem preciso argumentar porque o texto é tendencioso ao sensacionalismo.

#18Conteúdo patrocinado 


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Por favor, faça o login para responder

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum